Página Inicial Notícia

CULTURA 05/01/2018 “Cinema lá fora” fará parte das noites de quem pratica atividades no Parque Municipal

“Cinema lá fora” fará parte das noites de quem pratica atividades no Parque Municipal

Uma vasta programação do projeto “Cinema lá fora”, garante cenas inéditas de curtas-metragens no Parque Municipal Benedito Bueno de Morais.

O evento permite aos franco-rochenses dar um tempo na rotina e aproveitar um bom filme sem precisar enfrentar as filas. Com um clima aconchegante e familiar, o cinema ao ar livre reflete lembranças de tempos antigos quando os filmes em preto e branco eram exibidos nos telões, na rua.

A atividade desenvolvida pela Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer começa na próxima sexta-feira (12), com o filme “O pequeno Pé Grande”, que é filho do Pé Grande e de uma mulher da cidade. O menino peludinho é diferente dos colegas e do que a sociedade está acostumada. Sua vida é uma grande jornada na floresta em busca de seu pai.

Em seguida, o telão exibirá “Guida”, um curta-metragem dirigido por Rosana Urbes, que oferece uma reflexão sobre o processo artístico de recuperação de inspiração, mostrando a arte como um agente de transformação do conceito de beleza. A história acontece em torno da vida de uma senhora que trabalha como arquivista em um tribunal há mais de 30 anos e tem sua rotina alterada após ver um anúncio em um jornal, de aulas de desenho.

Logo após, com duração de 11 minutos, o filme “DaliVinCasso” conta a história de dois pintores que viviam em um quadro e são libertos após um pingo de água cair sobre a obra de arte.

Para encerrar a noite, o cinema lá fora nos transporta para a vida de Fabinho, em “Meu Pequeno Herói Não Sabe Voar”. A trama acontece em dois mundos contrapostos, sendo o de Fabinho que decola e de sua mãe que aterriza. O filme nos ensina a voar através do olhar e leveza de uma criança.

Mais Cinema lá fora

Os filmes que fazem parte da programação de férias no Parque continuam no dia 19, com “O Melhor Som do Mundo”, que é a coleção de músicas de Vinícius, que vive o desafio de encontrar o melhor som.

Artes urbanas é o foco na apresentação seguinte “Graffiti Dança”, que mostra elementos de arte espalhados pela metrópole brasileira.

O público também terá oportunidade de assistir “Osiba Kangamuke, Vamos lá Criançada!”, uma produção coletiva entre cineastas indígenas, não-indígenas e antropólogos. Encenado por crianças Kalapalo que apresentam aos espectadores, as tradições a partir de suas próprias perspectivas.

Dirigido por Alê Abreu, o filme “O menino e o mundo” conta a história de um garoto que sente muita falta de seu pai e decide deixar sua aldeia. Quando isso acontece, ele descobre um mundo fantástico, dominado por máquinas-bichos e seres estranhos.

Para encerrar a noite de filmes incríveis no espaço arborizado, o boneco de stop motion, protagonizado em “Boa noite Charles”, apaga as luzes e vai dormir. Quando fica escuro, o medo transforma tudo ao redor.

Todos os filmes serão exibidos em um telão de forma gratuita e aberta ao público, dentro do Parque Municipal benedito Bueno de Morais, que fica localizado na Rua Nelson Rodrigues, sem número, no Centro.

Programação

Sexta-feira (12) às 20h30

O pequeno pé grande
Direção: Leo Bello
Duração: 14 minutos

Guida
Direção: Rosana Urbes
Duração: 12 minutos

DaliVinCasso
Direção: Leo Bello
Duração: 14 minutos

Meu pequeno herói não sabe voar
Direção: Pedro JorFilmes
Duração: 19 minutos

Sexta-feira (19) às 20h30

O melhor som do mundo
Direção: Pedro Paulo de Andrade
Duração: 13 minutos

Graffiti Dança
Direção: Rodrigo EBA
Duração: 6 minutos

Osiba Kangamuke, vamos lá criançada
Direção: Haya Kalapalo, Tawana Kalapalo, Thomaz Pedro e Veronica Monachini
Duração: 20 minutos

Boa noite Charles
Direção: Irmãos Carvalhos
Duração: 19 minutos

Sexta-feira (26) às 20h30

O menino e o mundo
Direção: Alê Abreu

(Texto: Gabriella Oliveira – Arte: Dalmir Junior)