Página Inicial Notícia

SAÚDE 09/01/2018 Ações de vacinação contra a Febre Amarela retornam nesta quarta-feira (10)

Ações de vacinação contra a Febre Amarela retornam nesta quarta-feira (10)

A intensificação da campanha para imunizar os franco-rochenses ainda não vacinados contra a Febre Amarela continua nesta quarta-feira (10).

Dando continuidade as ações realizadas pela prefeitura, por meio da Secretaria de Saúde, novos horários foram estipulados com o intuito de contemplar o maior número possível de pessoas que ainda não tomaram a dose única da vacina.

As equipes do setor de Vigilância Epidemiológica estarão em postos como a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24h, que fica na Avenida Liberdade, 250, Centro, e no Terminal Leste, localizado na rua Cavalheiro Ângelo Sestini, dos dias 10 a 12 de janeiro, realizando a vacinação das 8h às 20h. Também é possível se vacinar nas Unidades Básicas de Saúde (UBS), conforme o horário da sala de vacinação de cada uma.

Caso ainda não tenha tomado a vacina ou conheça alguém que ainda não tomou, basta comparecer em algum desses endereços, dentro do horário de atendimento, munido de algum documento com foto.

No sábado (13), equipes aplicam vacina nos seguintes locais:

- UPA: das 8h às 18h.
- Terminal Leste: 8h às 18h
- Equipes volantes vão aplicar vacinação no bairro do Mato Dentro e Vila Belmiro, das 9h às 15h

A campanha

Começou no mês de agosto devido à presença do vírus em cidades próximas.

A vacina contra a Febre Amarela é o método mais importante e seguro para a prevenção e controle da doença. Segundo o Ministério da Saúde, ela apresenta eficácia de 95% a 99%.

A recomendação é que crianças a partir de nove meses e adultos até 59 anos sejam imunizados.

Confira algumas restrições

- Pessoas acima de 60 anos deverão ser vacinadas somente se residirem ou forem se deslocar para áreas com transmissão ativa da febre amarela e que não tiverem alguma contraindicação para receber a vacina.

- Gestantes (em qualquer período gestacional) e mulheres amamentando só deverão ser vacinadas se residirem em local próximo onde ocorreu a confirmação de circulação do vírus (epizootias, casos humanos e vetores na área afetada) e que não tiverem alguma contraindicação para receber a vacina. 

- Mulheres amamentando devem suspender o aleitamento materno por 10 dias após a vacinação e procurar um serviço de saúde para orientação e acompanhamento a fim de manter a produção do leite materno e garantir o retorno à lactação. 

- Pessoa com HIV/AIDS desde que não apresentem imunodeficiência grave (Contagem de LT-CD4+<200 células/mm3). Poderá ser utilizado o último exame de LT-CD4 (independente da data), desde que a carga viral atual (menos de seis meses) se mantenha indetectável. 

(Texto: Jonathan Agrinfo - Arte: Dalmir Junior)