Página Inicial Notícia

GOVERNO 24/08/2021 Escola de Governo fornece treinamento de brigada de incêndio e primeiros socorros para servidores da Educação

Escola de Governo fornece treinamento de brigada de incêndio e primeiros socorros para servidores da Educação

Na última sexta-feira (20), a Secretaria de Governo, por meio da Escola de Governo, em parceria com a Secretaria de Segurança Pública, realizou um treinamento de brigada de incêndio e primeiros socorros para servidores da Secretaria da Educação.

Veja fotos do treinamento.

O curso aconteceu no Centro de Vivências em Múltiplas Linguagens e reuniu cerca de 30 profissionais que participaram de um dia inteiro de atividades conduzidas pela Defesa Civil de Franco da Rocha, através de seu diretor e subtenente do Corpo de Bombeiros, Queiroz.

No começo do treinamento, o assunto foi voltado aos primeiros socorros para aquelas que estão mais presentes no dia a dia da educação: as crianças. Foram abordados os cuidados com eletricidade, afogamento, manobras de desengasgo, entre outras temáticas.

“Um treinamento como esse era desejo dos funcionários e também da equipe gestora, então juntamos o útil ao agradável para acrescentar ainda mais aos conhecimentos dos nossos servidores. Primeiros socorros e brigada de incêndio são pautas importantíssimas para a rotina em qualquer empresa ou órgão público e pode, sem dúvidas, salvar vidas”, disse o secretário de Segurança Pública, Dorival José da Silva.


Em seguida, os servidores se aprofundaram nos conceitos básicos de tipos de incêndios classificados da seguinte maneira:

Classe A: Incêndio que envolve a queima de materiais sólidos, como papel, madeira ou tecido
Classe B: Incêndio caracterizado pela queima de líquidos e gases inflamáveis como gasolina e outros combustíveis variados
Classe C: Fogo que se origina em equipamentos elétricos energizados
Classe D: Incêndio envolvendo a queima de metais pirofóricos, ou seja, com alta capacidade de se inflamar


Após o fim da parte teórica, os servidores foram para a área externa do equipamento para, na prática, apagarem as chamas seguindo os procedimentos de segurança. No processo, também tiveram que realizar a identificação, inspeção e manuseio dos extintores de incêndio.

Texto: Jorge Henrique Ramos - Foto: Orlando Junior