Com atividades socioeducativas, representantes do Cras da Vila Bazu levam a campanha do Maio Laranja para a Emeb Dionysio Bovo

Alunos dos segundos e terceiros anos do Ensino Fundamental participaram do monólogo “Não me toca, seu boboca!” e da atividade “Semáforo do toque”

Desde 2022, a campanha do Maio Laranja é discutida no Brasil. Essa norma estabelece que anualmente, no mês de maio, sejam realizadas ações efetivas em território nacional em combate ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes.

Com o intuito de alertar as crianças sobre como identificar sinais de abuso ou exploração, os equipamentos de atendimento público do município têm realizado atividades e dinâmicas nas escolas municipais e estaduais. 

Na última sexta-feira (24), a Emeb Dionysio Bovo recebeu as representantes do Centro de Referência em Assistência Social (Cras) da Vila Bazu, que distribuíram cartilhas de conscientização sobre a campanha do Maio Laranja aos pais e responsáveis dos alunos e realizaram uma peça teatral e atividade didática em sala de aula.

Com o título “Proteger, escutar e acolher: prevenção à violência sexual contra crianças e adolescentes”, o guia aborda os tópicos sobre importância da conversa entre pais e filhos sobre a campanha; como identificar uma situação de abuso; atenção ao limite de cada indivíduo; o papel e influência da internet; formas de orientação e prevenção e meios de denúncia.

A segunda etapa da ação consistiu na realização de atividades socioeducativas com os alunos dos segundos e terceiros anos do ensino fundamental, que prestigiaram a apresentação do monólogo “Não me toca, seu boboca!”, baseado no livro infantojuvenil da escritora Andrea Taubman. 

Na apresentação, as crianças conheceram Rita, uma coelha muito bondosa que, junto aos seus amigos, foi convidada para visitar a casa do Tio Pipoca, um lobo que havia feito amizade há pouco tempo. Neste encontro, Rita percebeu sinais estranhos e desconfortáveis vindos do Tio Pipoca e logo identificou que ele estava com más intenções.

A obra mostra a todas as crianças o que é a situação de violência sexual e o que fazer para evitá-la, uma forma de oferecer segurança e informação por meio da literatura.

Em seguida, os alunos participaram da atividade “Semáfaro do Toque”, dinâmica realizada para ensinar as crianças sobre os limites de seus corpos e dos outros. A atividade utiliza as cores do semáforo (verde, amarelo e vermelho) para indicar as partes do corpo onde os pequenos podem ou não ser tocados.

A cor verde simboliza os membros do corpo onde as crianças podem ser tocadas sem preocupações, como cabeça, pés e braços. O amarelo representa os locais que devem ser vistos com um pouco mais de atenção. Caso a criança sinta algum desconforto, a melhor opção é se posicionar ou chamar um responsável. Por fim, o vermelho, que representa os locais onde as crianças não devem ser tocadas de forma alguma e onde devem identificar como abuso.

Segundo a coordenadora do Cras da Vila Bazu, Cristiane França, levar esse tipo de atividade para as escolas fortalece os vínculos entre os equipamentos e as unidades escolares. “Juntos nos unimos à campanha para reforçar nosso compromisso com a proteção das nossas crianças e adolescentes não só em maio, mas todos os dias”.

Em caso de denúncias de casos de abuso sexual ou exploração infantil, disque 100.

Texto e foto: Lívia Helena Magalhães


Publicada em • Leia mais sobre |
Desenvolvido por CIJUN
ATENÇÃO!
A partir das 16h de sexta-feira (28/06), o sistema tributário da Prefeitura de Franco da Rocha passará por uma manutenção e estará inoperante até o dia 01 de julho (segunda-feira). A emissão de nota fiscal de serviços não será afetada, no entanto pode haver instabilidades.
Para emitir Nota Fiscal de Serviço a partir de 01/07
Para fechamento do movimento mensal ou eventuais cancelamentos de notas fiscais e declarações referentes ao mês de 06/2024 acesse:
A previsão de normalização é terça-feira (02).