Finais do municipal: Flamenguinho levanta a taça de campeão do 60tão e Save conquista o hexacampeonato pela 1ª divisão

As finais encerram o Campeonato Municipal de Futebol de 2023

O campo do Parque Municipal Benedito Bueno de Morais recebeu, no último domingo (10), as disputas entre Esporte Clube Flamengo x Corinthinha e Save x Só Muleke, que definiram os vencedores do Campeonato Municipal de Futebol pelo 60tão e pela 1ª divisão, respectivamente.

Estiveram presentes nas disputas o deputado estadual Maurici, o secretário Executivo do Gabinete, Marcus Brandino e a secretária de Esportes, Ireide Santos, que acompanharam, junto à torcida, o dia de decisões. Quem não pôde estar presente teve a chance de acompanhar os jogos em tempo real no Youtube oficial da Prefeitura de Franco da Rocha. Confira: https://www.youtube.com/@PrefdeFranco

Um dos primeiros clubes de Franco da Rocha era formado por atletas dos bairros da Vila Ramos e do Pouso Alegre, o Vilas Unidas. Depois de um tempo, o time se difundiu e, em consequência dessa separação, nasceram os clubes mais tradicionais do município: Corinthinha e Flamenguinho. E, na edição do municipal deste ano, foi o momento de ver qual dos bairros levaria o título para casa pela categoria 60tão.

A primeira decisão do dia entre as equipes do Esporte Clube Flamengo x Corinthinha, um clássico da região, já apontava quem levantaria a taça de campeão logo no começo da partida com a atuação sincronizada da dupla Maurício e Nilo, que defendiam a equipe rubro-negra.

A etapa inicial foi tomada pela equipe do E.C. Flamengo que deu grande trabalho para a defesa adversária devido ao ótimo desempenho no meio de campo. 

Apesar de a equipe alvinegra ter conseguido equilibrar a partida com a chance de um respiro do ataque adversário, foi a partir de uma bola parada que o Flamengo abriu o placar. No tiro de meta marcado para o Corinthinha, a bola caiu nos pés do camisa 10 da equipe rubro-negra, Maurício, que encontrou o camisa 9, Nilo, livre dentro da área para tirar a bola do goleiro e marcar para sua equipe. Bola no canto da rede, Flamenguinho 1 x 0 Corinthinha.

Poucos minutos depois, a dupla rubro-negra atacou novamente. Mauricio, bem posicionado no meio de campo, enfiou uma bola para o camisa 9, Nilo, que acabou sofrendo uma falta dentro da área. Penalidade marcada e Flamenguinho ainda na frente com o gol do meio-campista.

Na volta para os últimos minutos da decisão, o Corinthinha trabalhou para diminuir o placar, mas ainda sofria com os ataques da equipe adversária. Ambos os times diminuíram a intensidade já que o sol apareceu na segunda etapa, assim como o camisa 19, Leo, que entrou no segundo tempo e matou a partida. 

Num lançamento do camisa 8, Doti, a bola achou os pés do camisa 19, que esperou o momento certo para chutar para o gol e marcar o terceiro para a equipe rubro-negra. Partida encerrada e o Flamenguinho, com três gols anotados, consagrou-se campeão do 60tão.

O goleiro Juca e o atacante Nilo, do E.C. Flamengo, foram premiados como o goleiro menos vazado e o artilheiro do torneio, respectivamente.

Além da alegria do título, o presidente da equipe rubro-negra foi reeleito para permanecer no comando por mais uma temporada e expressou sua visão sobre o momento que está vivendo. “Sempre com muita humildade entramos nas competições e sabemos que só assim conquistamos algo. Agradeço à prefeitura e à Secretaria de Esportes que fizeram um torneio tão incrível e fico muito feliz por permanecer no Flamenguinho”, expressou o presidente.

Save é hexacampeão pela 1ª divisão

A segunda e última partida do dia que definiria quem seria o campeão da elite do campeonato municipal ficou marcada pela intensa entrega dos times. As equipes Save e Só Muleke chegaram na final da competição por terem sido os melhores no decorrer do torneio, e na final isso não foi diferente.

Fora de campo, as torcidas fizeram uma verdadeira festa com bandeiras, instrumentos, gritos bem ensaiados e muito apoio. E dentro de campo os jogadores responderam à altura.

A equipe do Só Muleke passou os 15 minutos iniciais da partida com a posse de bola e trabalhando fortemente na área do adversário. Porém, depois que os times passaram a jogar de igual pra igual, a equipe do Save não desperdiçou e abriu o placar.

De pé em pé a jogada foi sendo criada até que a bola encontrou o caminho do gol. Com a velocidade e habilidade do camisa 10, Maycon Silva, a bola foi cruzada para a área e, mesmo com a defesa parcial do goleiro, o camisa 11, Frandenilson, estava sozinho na pequena área e aproveitou o rebote para marcar. Save 1 x 0 Só Muleke.

O final do primeiro tempo e os últimos 40 minutos da decisão foram bem disputados. A equipe do Save apostou nas jogadas individuais para ampliar o placar e a equipe do Só Muleke, contando com as substituições, lutou até o final para conseguir o empate.

Dado o apito final, a partida foi encerrada e o Save levantou seu sexto caneco pela 1ª divisão. 

A canção “Na subida do morro é diferente”, do compositor Moreira da Silva, é um grande símbolo para a equipe da Vila Eliza, mesmo que na várzea franco-rochense tudo permaneça igual há quatro anos.

Pela competição, o jogador do Save, Valber Santos, foi eleito o goleiro menos vazado e o camisa 19 do Só Muleke, Douglas Santos, o artilheiro.

Texto e foto: Lívia H. Magalhães


Publicada em
Desenvolvido por CIJUN
ACOMPANHE O BOLETIM DA DENGUE
Atendimentos | 21 de maio
Por motivo de treinamento aos servidores municipais, o atendimento ao publico sofrerá alterações no setor de Dívida Ativa e Protocolo, com atendimento até 12h30.