Novo PAC: Franco da Rocha recebe mais de R$ 106 milhões em investimentos do Governo Federal

Os recursos serão destinados aos programas de contenção de encostas e subsídio do projeto Periferia Viva – Urbanização de Favelas

Na última quarta-feira (8), o Governo Federal anunciou mais um investimento pelo Novo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), no valor de R$ 106.820.000, para Franco da Rocha. Os recursos serão destinadas aos programas de contenção de encostas e subsídio do projeto Periferia Viva – Urbanização de Favelas da Secretaria de Habitação e Regularização Fundiária.

Priorizando o bem-estar da população franco-rochense, as obras de contenção têm como principal objetivo proteger uma inclinação que esteja sujeita à erosão. Com o novo investimento do PAC, diversos pontos em 15 ruas espalhadas pela cidade receberão interversões.

Já o Periferia Viva é um programa que oferece recursos para a urbanização integral de núcleos habitacionais, com objetivo de mitigação de riscos com obras de microdrenagem, áreas de convívio e regularização fundiária, também garantindo atendimento das famílias em outras políticas sociais nas áreas da saúde, educação, esporte, cultura e assistência social. Nesta fase, serão contemplados cinco núcleos habitacionais em quatro bairros diferentes, sendo eles, Vila Bela, Jardim dos Reis, Parque Paulista e Vila Olinda.

Para melhoria do acesso às políticas públicas, foram aprovadas a construção de uma UBS na Vila Sônia; reforma e ampliação do Ginásio de Esportes do Parque Paulista; reforma com ampliação de salas da Emeb Maria Aguilar Hernandez; ampliação da Emeb Maria Lucia Souza; construção de um Centro de Esportes na Vila Bela e a construção do Cras do Parque Paulista.

Fechando com chave de ouro, Franco da Rocha também receberá, por meio do projeto, a construção de 200 unidades habitacionais, para possíveis remoções necessárias no processo de urbanização, mitigação de risco ou regularização fundiária. Essas unidades terão duplo vínculo, no PAC e o “Minha Casa Minha Vida”, com investimento de R$ 31 milhões.

Ao todo, o Novo PAC liberou R$18,3 bilhões para 678 projetos em todo o Brasil no eixo de Cidades Resilientes.

Texto: Jorge Henrique Ramos – Arte: Dalmir Júnior


Publicada em • Leia mais sobre |
Desenvolvido por CIJUN
ACOMPANHE O BOLETIM DA DENGUE
Atendimentos | 21 de maio
Por motivo de treinamento aos servidores municipais, o atendimento ao publico sofrerá alterações no setor de Dívida Ativa e Protocolo, com atendimento até 12h30.