Página Inicial Notícia

CULTURA 04/01/2022 Obra do artista franco-rochense Edmar Almeida está na 17º edição do Salão Nacional de Arte Contemporânea da cidade de Guarulhos

Obra do artista franco-rochense Edmar Almeida está na 17º edição do Salão Nacional de Arte Contemporânea da cidade de Guarulhos

O artista e pedagogo de Franco da Rocha Edmar Almeida está participando da 17º edição do Salão Nacional de Arte Contemporânea de Guarulhos. A mostra, montada no Salão de Artes, conta com exposições feitas por artistas de todo o Brasil. A exposição foi aberta em dezembro e permanece até o dia 6 de março.

Com o objetivo de incentivar a produção cultural brasileira por meio de premiações e representações da arte contemporânea, o salão contou com aproximadamente 1.800 obras inscritas nas categorias como fotografia, pintura, escultura, gravura, desenho, instalação, arte objeto e arte digital.

Edmar foi selecionado para compor a exposição com a obra “Caçamba”, a maior exibida no salão. Criada em 2020 na forma de um barco tridimensional após uma residência artística na cidade de Bauru, a peça foi feita a partir de pesquisas e retiradas de acúmulos de lixo sobre o rio que leva o nome da cidade. Restos de madeiras encontradas em caçambas serviram para construção do barco que foi todo trabalhado com materiais de descarte resultando em uma reflexão sobre o excesso de lixo produzido pela sociedade.

Vista como um grito social e ambiental, a obra recebeu menção honrosa, com outros quatro artistas, que terão suas peças expostas de forma permanente no acervo de artes visuais da Secretaria de Cultura de Guarulhos.


Para Edmar, participar e concorrer na 17º edição do salão de artes, deixa qualquer artista homenageado e honrado por conseguir chegar até essa etapa da vida como profissional da arte. “É uma responsabilidade muito grande para mim, pois, além de representar a minha cidade Franco da Rocha, acabo representando todas as cidades que cortam o Rio Juquery e, estar nesse salão é um reconhecimento para a minha carreira. Levo em minha obra, um cunho de denúncia, além da representatividade ambiental que a sociedade precisa ter”, comentou.

Agora em 2022, o Salão Nacional de Arte Contemporânea, promove até o dia 27 de fevereiro, uma votação popular com premiação única em dinheiro para a obra mais votada. O resultado estará disponível no Diário Oficial da cidade a partir do dia 1º de março. As demais obras com votação significativa, também pertencerão ao conjunto de obras disponíveis no acervo de artes visuais.



Para prestigiar o trabalho de Edmar Almeida, vote na premiação clicando no link http://servicos.guarulhos.sp.gov.br/destaques/cultura/17o_salao_artes_visuais/index.html.

Edmar Almeida

Morador de Franco da Rocha há dez anos, Edmar é graduado em Artes e pós-graduado em processos artísticos, também é arte-educador desde 2012, e foi mentor do projeto Juquery Gráfico por meio da Secretaria de Cultura de Franco da Rocha, entre os anos de 2019 e 2020 no Complexo Hospitalar Juquery. É artista, pesquisador e performer e relaciona o corpo e as texturas da matéria em trânsito no mundo.


Participou de cinco importantes residências artísticas no Brasil e de duas exposições individuais. Em 2019, integrou o projeto “Organicidades”, via ProAC Municípios, em Franco da Rocha, entre outros projetos contemplados pela Secretaria de Estado da Cultura do Estado de São Paulo.

Em 2020, participou como artista convidado do 3º Festival Soy Loco Por Ti Juquery e do 2º Seminário Cultura e Saúde do Museu de Arte Osório Cesar, em parceria com o Living Museum, da Suíça.

Texto: Banca Monteiro - Foto: Divulgação